Gestão de crise em instituições de ensino

Gestão de crises em instituições de ensino: saiba quais são as melhores práticas

Com a crise financeira, política e social que se arrasta, pelo menos, desde 2015, muitas instituições de ensino têm passado por problemas referentes a boa gestão e a sua manutenção no mercado. Isso porque, além de afetar financeiramente toda a sociedade e, consequentemente, o pagamento de mensalidades, a crise abalou os investimentos públicos e privados em educação e levou muitas escolas a passarem por dificuldades financeiras.

A dificuldade em efetivar novas matrículas, o aumento na taxa de inadimplência e a evasão para escolas públicas ou particulares com mensalidades menores são fatores que estão assustando muitos gestores de instituições de ensino particulares. Mas é possível contornar todos esses problemas, sobreviver e ainda sair fortalecida da crise. Para isso, basta organização e planejamento.

Acompanhe a leitura e confira as melhores práticas para você aplicar na sua escola e garantir excelência na gestão em tempos de crise.

Organize-se financeiramente

Organização e planejamento financeiro é a ordem para quem deseja superar e minimizar os impactos da crise em uma instituição de ensino.

Neste momento, é preciso que toda a atenção do gestor esteja em organizar a parte financeira, tendo acesso e controle sobre o fluxo de caixa. Sabendo todas as fontes de renda e todas as saídas de recursos é possível planejar para economizar, enxugar os gastos em alguns setores e aumentar os investimentos em outros que contribuirão para o crescimento da receita.

Sabemos que a maior parte da verba de toda instituição particular é advinda das mensalidades e que o não pagamento delas aumenta muito em épocas de recessão. Assim, um dos maiores desafios da escola é manter o nível de inadimplência sob controle para que ele não prejudique o planejamento financeiro. Por isso, é preciso deixar um profissional especializado para atender e tratar esses casos com as famílias inadimplentes. Saiba mais sobre esse assunto no nosso artigo inadimplência escolar: saiba como reduzi-la.

Planeje o próximo período letivo com antecedência

Nos últimos meses do ano letivo é preciso começar a planejar o próximo período. Para fugir da crise, diminuir a evasão, manter seus estudantes e, ainda, aumentar o número de matrículas é preciso tomar decisões baseadas em dados sólidos.

Existem diversas estratégias de marketing que não consomem muitos recursos e que podem ser aplicadas no processo de aquisição de alunos. Ao mesmo tempo, existem outras formas baratas de fidelizar seus alunos e diminuir a evasão. Escolha a estratégia que mais se adequa a realidade da sua instituição. O que importa é que você aproveite o final do ano para planejar o próximo período letivo.

Com tudo planejado, você consegue traçar metas para promover melhorias, consegue se adiantar em relação à possíveis problemas e se precaver, etc.

Estabeleça parcerias

Outra boa medida que se pode tomar é a de estabelecer parcerias com outras instituições e empresas do ramo da educação com o intuito de adquirir vantagens para sua escola e seus estudantes, ajudando no processo de retenção e captação de alunos.

Sua instituição pode, por exemplo, estabelecer uma parceira com escolas de idiomas para obter descontos nas mensalidades dos cursos para seus estudantes; ou com editoras que produzem material didático também visando descontos para a própria instituição ou para os alunos; entre muitas outras opções.

Mantenha e invista na qualidade

Um erro que muitas escolas cometem é diminuir o investimento na qualidade de ensino. Essa medida não é recomendável, pois além de afetar a imagem da instituição no mercado, o aprendizado dos alunos deve ser a prioridade de qualquer escola.

Lembre-se sempre de que o seu público estará sempre interessado em sua instituição pela qualidade que ela oferece. Portanto, a partir da organização financeira e do planejamento do período letivo, invista na qualidade do ensino através da capacitação de seus professores, melhorias nas instalações ou por meio da implementação de ferramentas tecnológicas.

Gostou das nossas dicas? Usa uma prática diferente em sua instituição? Conte-nos sua experiência através dos nossos canais de comunicação.

A Sponte trabalha para você se concentrar naquilo em que é especialista: o aprendizado dos seus alunos.

Conte sempre com o Sponte, o seu Software de Gestão Educacional!

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *