Desafios na educação da geração Z

Geração Z: sua escola sabe como lidar com eles?

Composta por quem nasceu em meados dos anos 1990 até 2010, os chamados “nativos digitais” – ou Geração Z – Por conta dessa característica, trouxeram grandes desafios para os educadores de gerações anteriores: fazer a adaptação do ensino em sala de aula a fim de trazer uma educação mais conectada e condizente com as expectativas desses jovens.

Por serem tão dinâmicos, os nascidos na Geração Z gostam de ter respostas e soluções praticamente instantâneas e, na maioria das vezes, fazem mais de uma coisa ao mesmo tempo – estudam escutando música e conversando por mensagens com o grupo da escola, por exemplo. Eles estão sempre conectados e sabem que na internet existe todo um mundo de informações a ser explorado.

Dessa forma, é imprescindível que a adaptação da educação para essa nova geração de estudantes seja uma pauta prioritária nas instituições de ensino, de maneira que esta torne-se um espaço de desenvolvimento social e cognitivo adaptado a essas novas demandas.

O papel do professor em sala de aula também mudou: antes considerado o detentor de todo o conhecimento que os alunos adquiriam de forma passiva, hoje a figura do docente passa a ser, também, a de mediador entre o aluno e a infinidade de informações disponíveis em seu dia a dia – o que fez com que as aulas expositivas não tenham mais tanto engajamento como tinham antigamente, sendo pouco a pouco substituídas por metodologias de ensino em que o aluno torna-se protagonista do seu aprendizado.

Como engajar os alunos da Geração Z por meio da tecnologia?

Com tantas informações a , pode-se dizer que os jovens da Geração Z aprendem de um jeito diferente e, portanto, a metodologia de ensino utilizada nas escolas tradicionais já não funciona tão bem para eles. Confira a seguir algumas dicas para estimular os estudantes em sala de aula:

– Pedir que os alunos pesquisem um determinado assunto discutido em aula em seus smartphones, de forma que possam contribuir com o professor ao levantar novas informações instantaneamente, além de fazer reflexões e debates;

– Utilizar recursos multimídia durante as aulas para atrair a atenção dos alunos e explorar os temas a serem ensinados;

– Trabalhar com aplicativos, eBooks ou livros interativos, jogos e demais ferramentas online que se relacionam com o conteúdo da aula, explorando todas as formas de aprendizagem dos alunos;

– Desenvolver redes sociais ou blogs como atividade avaliativa e ensiná-los a interagir com as ferramentas de cada canal;

– Indicar para os alunos e debater com eles quais são os melhores sites de pesquisa e outros meios de buscar informações na internet.

Utilizada com critério e estratégia, a tecnologia em sala de aula pode ser uma grande aliada de professores e de toda a equipe escolar para envolver os estudantes da Geração Z no aprendizado de novos conteúdos e nos assuntos importantes no país e no mundo, além de ser uma importante ferramenta de conscientização em relação aos temas importantes que envolvem essa faixa etária. Sem dúvida, um recurso que sua instituição não deve descartar no planejamento curricular.

Já se atentou às características da Geração Z e executa medidas para engajá-la no dia a dia escolar? Conte pra gente nos comentários!

 

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *