Educação Ambiental nas escolas

Educação ambiental nas escolas: como engajar seus alunos?

Já se tornou perceptível no nosso dia a dia o quanto as questões ambientais vêm ganhando força e importância nas mais diferentes partes do mundo. O tema já é muito frequente em filmes, documentários, palestras, vestibulares, concursos, livros, entre outros meios de informação.

Com esse crescimento, a sociedade – assim como as instituições de ensino – perceberam a necessidade de discutir e tratar do assunto dentro da escola. Mas afinal, como trabalhar este importante tema?

Para ajudar você e sua escola nessa importante tarefa a Sponte separou algumas dicas de como trabalhar a educação ambiental nas escolas de maneira ativa e engajada. Confira!

Construa um jardim junto aos estudantes

Realizar o plantio de mudas de vegetais talvez seja a melhor maneira de começar a falar de educação ambiental com qualquer público. Além de ser uma atividade destinada a qualquer faixa-etária – desde o infantil até os adolescentes e jovens – o plantio é ótimo, pois você pode introduzir, de maneira interdisciplinar, diversos assuntos – inclusive e principalmente a educação ambiental.

Se sua escola tem um jardim ou um local que dê para iniciar a produção de um, já comece a planejar, articular e executar a atividade. Pedir para que cada aluno traga suas sementes e/ou mudas de casa é um exemplo de tarefa inicial para melhor desenvolver o projeto. Assim, você estimula o ato de plantar, além de abrir uma excelente brecha para introduzir diversos temas que englobam o meio ambiente.

Nessa proposta sua escola também sai ganhando: atividades como essas fortalecem o vínculo dos alunos com o espaço escolar e com os educadores, tornando a relação pedagógica muito mais proveitosa, saudável e transformadora.

Adote a coleta seletiva nas dependências da instituição

Quando o assunto é educação ambiental, a escola toda precisa estar alinhada a essa abordagem pedagógica. Um exemplo de atitude muito significativa que pode ser desenvolvida pela instituição de ensino é a adoção da separação do lixo em materiais recicláveis e não recicláveis – utilizando, por exemplo, as lixeiras coloridas identificadas com o tipo de material a ser descartado, você incentiva seus alunos a separar o lixo na escola.

Essa tarefa deve ser feita em conjunto e de maneira coletiva. Instruções e conversas devem ser feitas com toda a comunidade escolar, expondo a importância da reciclagem, da separação do lixo e do papel de cada um nessa missão.

Assumindo esse tipo de atitude, sua escola mostra o seu compromisso com o meio ambiente – além da missão de transformar o mundo num lugar melhor e mais sustentável.

Desenvolva dinâmicas e atividades lúdicas sobre o assunto

Todos sabemos que os estudantes – assim como todos nós um dia – adoram sair da monotonia escolar e corriqueira para a prática de alguma atividade mais interativa. Por isso, é importante que a coordenação pedagógica, junto ao trabalho dos educadores, desenvolva eventos e/ou datas em que a escola promova atividades voltadas à educação ambiental.

Desenvolvimento de fantasias recicláveis, criação de projetos sustentáveis, construção de materiais e objetos através de materiais reutilizáveis – são inúmeros os exemplos de propostas que sua escola pode trabalhar de maneira mais lúdica com a questão da educação ambiental.

Desta forma, sua instituição constrói e promove um ambiente mais divertido e harmonioso sem deixar de tratar de um dos assuntos mais relevantes e comentados na atualidade.

E então, sua escola já adotava alguma dessas dicas? Está planejando organizar alguma dessas atividades? Deixe seus comentários abaixo.

Conte sempre com o Sponte, seu Software de Gestão Educacional!

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *