10 problemas que adolescentes enfrentam na escola (Parte 2)

Semana passada iniciamos uma conversa sobre 10 problemas que adolescentes enfrentam na escola. Falamos sobre como a internet, o celular e os problemas familiares podem interferir no desempenho escolar e como agir diante dessas situações. Não conferiu ainda? Então, leia a Parte 1.

Hoje, voltamos com mais alguns problemas que jovens e escolas enfrentam. Lembrando que é normal a adolescência ser uma fase de mudanças de comportamento, e é normal que isso reflita no convívio escolar.

Excesso de Atividades

Aula de música, balé, capoeira, futebol, natação, inglês, vôlei… Atividades extracurriculares são ótimas para os jovens, mas energia tem limite. O excesso de aulas fora do período escolar pode reduzir as horas de descanso e prejudicar os estudos. Ofereça atividades para os alunos, mas não faça questão que eles participem de todas, ou de muitas. Deixe a critério dos alunos e pais.

Gerações Diferentes

O que pais, educadores e gestores veem como problema, os adolescentes acham normal. A diferença de gerações é um dos principais problemas que escolas enfrentam com adolescentes, ou o que causa mais conflitos. É natural que alunos pensem diferente dos professores, então é importante que os gestores estejam preparados para lidar com isso sem transformar em uma dor de cabeça. Educadores devem respeitar as individualidades dos alunos e estes, por sua vez, devem respeitar as regras da escola.

Identificação

“Quem eu sou como pessoa?” Essa é a pergunta que os adolescentes fazem para si mesmos. É normal que eles procurem definir quem são e mudem estilos e comportamentos. Nessa fase, é importante pertencer a um grupo e, muitas vezes, isso interfere no desempenho escolar. A escola não deve reprimir a tentativa dos adolescentes de ter uma identidade. Os roqueiros e os vegetarianos podem se dar bem na escola. Dê liberdade, mas também limites. A escola pode ter regras gerais, que valem para todos, e ainda assim deixa espaço para eles se expressarem.

Sexualidade

É na adolescência que as primeiras experiências sexuais acontecem, e isso é natural. Em geral, os primeiros amores são saudáveis, mas há casos em que a paixão atrapalha. Quando a escola perceber excessos, que há um problema maior com identificação ou bullying em relação a sexo e sexualidade, é importante fazer um trabalho de conscientização com todos. Achar que o jovem não terá vida sexual é um erro, por isso, converse com seus alunos sobre DSTs e sexo. É importante que a escola quebre alguns tabus.

Drogas

Talvez, seja o problema mais grave dentre todos os citados hoje, e na Parte 1 que postamos semana passada. Na adolescência, os jovens estão mais vulneráveis e são muito facilmente seduzidos pelas drogas. Gestores e educadores devem investir na prevenção, não só com os mais velhos, mas com todos. Mantenha o diálogo aberto, mostre os efeitos e perigos das drogas, mostre a escola como amiga. Caso identifique um caso de envolvimento de aluno com drogas, avise a família e avalie se é uma experimentação ou se esse jovem precisa de ajuda de profissionais.
É uma fase complicada para jovens, pais, educadores e gestores, mas que pode ser vivida sem perder o desempenho escolar e o aproveitamento do conteúdo realizado em sala de aula. Aproveite nossas dicas.

Preencha os campos abaixo e receba contato de um de nossos consultores.

2 comentários em “10 problemas que adolescentes enfrentam na escola (Parte 2)

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *